Proliferação óssea irregular focal em fêmur de cão com osteopatia hipertrófica: relato de caso

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

G. B. Jarretta
F. A. Malatesta
C. Argentini

Resumo

A osteopatia hipertrófica (OPH) em cães e gatos é uma doença caracterizada por reação periostal em extremidades de ossos longos, associada à presença de aumento de volume em cavidade torácica e/ou abdominal, frequentemente decorrente de neoplasias, das quais as mais frequentes são as neoformações pulmonares. Acredita-se que a reação periostal seja decorrente da alteração do fluxo sanguíneo periférico, com comprometimento vascular do periósteo quando há presença, principalmente, de doenças pulmonares neoplásicas primárias ou metastáticas. Normalmente, há uma dilatação bilateral simétrica das extremidades distais dos membros, e a irregularidade óssea pode ser percebida à palpação. Os locais mais comumente afetados são as porções distais de rádio e ulna, tíbia, fíbula, metacarpos e metatarsos. A proliferação óssea se manifesta mais frequentemente em paliçada, ou seja, formando um ângulo reto em relação ao eixo longo da diáfise do osso. Este trabalho relata um caso de OPH em uma cadela em que havia o diagnóstico radiográfico prévio de área opacificada pulmonar, que apresentou osteopatia hipertrófica característica e concomitante proliferação óssea irregular focal em fêmur.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Seção
VII SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM VETERINÁRIO (SINDIV)