Diagnóstico de adenocarcinoma papilar ovariano em cadela

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

B. M. Faria
J. C. Silva
M. M. S. Bastos
A. R. Pantoja
A. P. Leão
J. V. Portela
L. N. Coutinho

Resumo

Os tumores ovarianos representam entre 0,5 a 1,2 % das neoplasias que mais acometem os cães, principalmente devido à baixa incidência de esterilização de fêmeas antes do primeiro cio. As neoplasias ovarianas mais encontradas em cadelas são as de origem epitelial e os tumores de células da granulosa. Essas neoplasias são normalmente identificadas pela presença de grandes massas abdominais ao exame ultrassonográfico, ou por conta das manifestações clínicas relacionadas a alterações hormonais. O Adenocarcinoma papilar que pode afetar um ou os dois ovários é caracterizado por ter um aspecto grande, envolvendo o estroma ovariano, bursa e na maioria dos casos o peritônio. Este trabalho relata o caso de uma cadela diagnosticada com neoplasia em ovários, por meio do exame ultrassonográfico e histopatológico.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Seção
VII SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM VETERINÁRIO (SINDIV)