Aspectos ultrassonográficos da dioctofimose renal em um lobo guará (Chrysocyon brachyurus): relato de caso

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

C. A. R. Gomes
L. M. Sampaio
T. P. Anacleto
A. Akamatsu

Resumo

A dioctofimose renal é uma doença parasitária causada pelo Dioctophyma renale, o maior nematóide conhecido, com comprimento variando de 14 a 100cm e diâmetro entre 0,4 a 1,2cm. A doença é prevalente em carnívoros domésticos não domiciliados, porém, animais silvestres podem também ser acometidos. Os animais adquirem o verme ao ingerirem peixes ou anelídeos aquáticos parasitados por sua forma larval, que migra pela parede intestinal até atingir os rins, dos quais o direito é o mais acometido. O diagnóstico é obtido na maioria das vezes em forma de achado, em cirurgias abdominais, exames de imagem e presença de ovos em urinálises. O tratamento mais eficaz é a nefrectomia, porém, em casos iniciais, a nefrotomia e retirada do verme é uma opção. Este trabalho relata um caso de dioctofimose renal em um lobo guará (Chrysocyon brachyurus) cujo diagnóstico foi obtido por meio de ultrassonografia abdominal associada à urinálise, e o tratamento efetuado foi a nefrectomia unilateral.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Seção
VII SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM VETERINÁRIO (SINDIV)