Acompanhamento radiográfico de fraturas em sapo cururu (Rhinella marina)

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

C. F. Cirimbelli
A. C. M. Ercolin
S. T. Pires
R. A. Setin
T. F. Bressan
A. N. E. Silva
A. B. Carregaro
M. C. F. N. S. Hage

Resumo

Aves, répteis e anfíbios são cada vez mais frequentes dentro dos lares, como animais de estimação. Observa-se que essa tendência acompanha os hábitos da população humana, que tem preferido morar em apartamentos e que tem adotado um ritmo de vida acelerado. Assim, a maioria dos pets não convencionais adequam-se perfeitamente a esse estilo de vida dos seus tutores, já que demandam menores cuidados, como por exemplo: não têm a necessidade de sair para passear e se adaptam bem a ambientes pequenos. Devido a essa nova caraterística da população e considerando que a fauna silvestre tem estado cada dia mais próxima dos ambientes urbanos, é importante a busca de novos conhecimentos, bem como métodos de contenção e manejo para melhorar o diagnóstico e tratamento desses animais. Este trabalho relata o acompanhamento radiográfico de um sapo cururu (Rhinella marina) de vida livre com fraturas múltiplas.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Seção
VII SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM VETERINÁRIO (SINDIV)