A importância da ultrassonografia na avaliação e planejamento cirúrgico de uma fístula cutânea: relato de caso

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

I. S. Santos
S. G. Oda
P. J. R. Frazão

Resumo

Fístula tem por definição uma conexão anormal de duas áreas ou órgãos do corpo. A classificação cutânea se dá quando ela liga a área de inflamação à superfície da pele. As fístulas podem ocorrer após cirurgias, inflamações e em lesões contaminadas. A avaliação ultrassonográfica desta afecção, quando possível, tem a função de delimitar o tamanho da conexão, a profundidade, a caracterização do conteúdo inflamatório e informar quais estruturas estão se comunicando. Essas informações auxiliam no planejamento cirúrgico. Este trabalho relata o caso de um canino, fêmea, sem raça definida (SRD), de 10 anos de idade que apresentou fístulas cutâneas recorrentes no membro pélvico esquerdo ao longo de dois anos, após uma cirurgia corretiva de ruptura de ligamento cruzado cranial (RLCC), causadas por fio cirúrgico e diagnosticada pelo exame ultrassonográfico. O uso deste exame complementar mostrou-se de suma importância para a caracterização da extensão da fístula e para o planejamento cirúrgico da sua correção.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Seção
VII SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM VETERINÁRIO (SINDIV)