Colesteatoma em cães: revisão de literatura

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Tamires de Vecchi Trani
Natália Guerreiro Lyra
Bruno Pietroluongo

Resumo

Colesteatoma é uma doença otológica caracterizada por um cisto epidermoide aural benigno. As manifestações clínicas apresentadas por essa doença podem ser: otalgia, dor ou inabilidade ao abrir a boca, head tilt, paralisia facial, ataxia e dor à palpação da articulação temporomandibular. O diagnóstico se baseia em exames como tomografia, ressonância magnética, vídeo-otoscopia, sendo fundamental realizar o histopatológico para confirmação do diagnóstico. A cirurgia é o tratamento mais eficaz, podendo não ser curativo. A cirurgia consiste em remover os restos de queratina e epitélio escamoso da orelha média, e na Medicina Veterinária tem alto índice de recidiva.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Palavras-chave
Colesteatoma; Cirurgia; Diagnóstico por imagem; Classificação; Veterinária
Seção
CLÍNICA DE PEQUENOS ANIMAIS