Avaliação eletrocardiográfica em cães com erliquiose monocítica

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Gabriel Bento Ferreira
Maurício Gianfrancesco Filippi
Antônio Carlos Paes
Maria Lúcia Gomes Lourenço

Resumo

No Brasil, enfermidades infectocontagiosas são as mais prevalentes na casuística de caninos domésticos, sendo a erliquiose monocítica canina, causada pela bactéria Ehrlichia canis, uma das mais graves. Entre os sintomas da doença, os mais descritos pela literatura são: letargia, anorexia, epistaxe, hemorragias, anemia e trombocitopenia. Estudos recentes, contudo, indicam que a doença também está associada a diversos sintomas relacionados a lesões cardíacas. O presente trabalho avaliou cães comprovadamente infectados pela E. canis com o emprego do eletrocardiograma antes e após o tratamento padrão com doxiciclina (10mg/kg), visando identificar alterações típicas causadas pela doença.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
FERREIRA, G. B.; FILIPPI, M. G.; PAES, A. C.; LOURENÇO, M. L. G. Avaliação eletrocardiográfica em cães com erliquiose monocítica. Revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP, v. 15, n. 2, p. 38-44, 11 dez. 2017.
Palavras-chave
erliquiose monocítica; ehrlichia canis; eletrocardiograma
Seção
CLÍNICA MÉDICA DE PEQUENOS ANIMAIS