Acompanhamento parasitológico em terneiras provenientes de propriedades leiteiras da região de Arroio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

H. G. Lima
M. S. Schuch
M. Andretta
M. O. Daneluz
B. F. Alves
L. L. Cunha
D. M. Pinto
T. R. B. Santos

Resumo

O complexo agroindustrial do leite, distribuído em todas as regiões brasileiras, é um importante gerador de renda, emprego e tributos. A pecuária leiteira, desenvolvida em aproximadamente 40% das propriedades rurais do Brasil, é explorada predominantemente por pequenos e médios produtores. Dentre as enfermidades mais frequentemente encontradas na pecuária leiteira brasileira, as parasitoses gastrointestinais ocupam uma posição de destaque pois podem acarretar a diminuição da produtividade, perdas econômicas e de animais. O acompanhamento parasitológico é de extrema importância para prevenção e diagnóstico de enfermidades, além de auxiliar na verificação da eficiência dos sistemas de produção. O presente trabalho foi delineado para avaliar os resultados dos exames coproparasitológicos e hematológicos de terneiras oriundas de cinco propriedades leiteiras, na região de Arroio Grande, Rio Grande do Sul. As propriedades acompanhadas não apresentavam protocolo de controle de parasitas em suas terneiras. Os resultados obtidos demonstraram que duas propriedades apresentaram média de ovos de Strongyloidea superiores (1.700 e 864,3 ovos por grama), e resultados hematológicos inferiores (14 e 16,8%) ao fisiológico quando comparadas às outras propriedades. Pode-se concluir que o acompanhamento parasitológico é de fundamental importância para o desenvolvimento ideal das terneiras, visto que duas das cinco propriedades localizadas no mesmo município apresentavam realidades distintas e necessitavam de intervenção anti-helmíntica. 

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Palavras-chave
bovinocultura; parasitoses; pecuária leiteira
Seção
III SIMPÓSIO DE QUALIDADE DO LEITE