Avaliação da expressão de citocinas intestinais em frangos de corte submetidos ao estresse por calor

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Atilio Sersun Calefi
Wanderley Moreno Quinteiro-Filho
Daniel Sanzio Gimenes Cruz
Adriana Siqueira
Lilian Bernadete Namazu
Juliana Garcia da Silva Fonseca
Carolina Costola-de-Souza
Rafael Oliveira Margatho
Anderlise Borsoi
Ana Paula Nascimento Lima
Cristina de Oliveira Massoco Salles Gomes
Antonio José Piantino Ferreira
João Palermo-Neto

Resumo

O estresse, importante fator limitante para a produção avícola modula a resposta imune e tem sido apontado como um dos principais fatores predisponentes para o desenvolvimento de doenças em frangos de corte. Investigações com a neuroimunomodulação induzida pelo estresse por calor demonstraram que as alterações imunes e neurais ocorrem de forma sistêmica e que são capazes de influenciar a invasibilidade bacteriana e a lesão tecidual intestinal. O presente trabalho quantificou as expressões relativas de citocinas relacionadas as respostas Th1, Th2 e Th17 nos intestinos de animais submetidos ao estresse por calor.

 

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Palavras-chave
frangos de corte; citocinas; estresse por calor
Seção
SEMANA CIENTÍFICA PROF. DR. BENJAMIN EURICO MALUCELLI