Avaliação da correlação entre a diferença esperada na progênie (dep) para circunfer ência;escrotal (ce ) de touros nelores e as características ovarianas em suas progênies

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Alana Santana Carvalho
Antonio de Lisboa Ribeiro Filho
Marcos Chalhoub Coelho Lima
Rodrigo Freitas Bittencourt
Alexandra Soares Rodrigues
Marcus Vinícius Galvão Loiola

Resumo

A Diferença Esperada na Progênie (DEP) para circunferência escrotal (CE) é uma das características mais utilizadas em programas de melhoramento para a composição dos índices de seleção de touros, visando elevar a eficiência reprodutiva. Dessa forma, o presente trabalho avaliou a correlação da DEP para CE de touros Nelore, com a contagem de folículos antrais (CFA) e o diâmetro ovariano de fêmeas progênies. Para tanto, foram sincronizadas 480 fêmeas Nelore por meio da inserção de um dispositivo intravaginal de progesterona (P4), associado à aplicação de 2,0mg de Benzoato de estradiol por via intramuscular (IM), em um dia aleatório do ciclo estral, denominado dia zero (D0). O monitoramento da população folicular antral e do diâmetro ovariano foi realizado no dia quatro (D4) do protocolo de sincronização. Os ovários foram avaliados por ultrassonografia transretal, sendo realizada a determinação da CFA presente em ambos os ovários por meio contagem dos folículos antrais ≥3mm de diâmetro, assim como a mensuração do diâmetro ovariano. Para a verificação da DEP para CE dos reprodutores, foi utilizado o Sumário de Touros da Raça Nelore 2013, desenvolvido pelo programa de melhoramento genético da Raça Nelore da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ). Os dados foram processados com o Statistical Package for Social Science (SPSS, versão 19) e correlacionados empregando-se o coeficiente de correlação de Pearson. Observou-se baixa correlação (R= - 0,081), negativa e não significativa (P= 0,337) entre DEP para CE dos touros e a CFA de suas progênies. De forma semelhante, também foi verificada uma baixa correlação (R= -0,153), negativa e não significava (P= 0,179) entre a DEP para CE dos reprodutores e o diâmetro ovariano em suas progênies. Conclui-se que a DEP para CE de touros Nelores não possui correlação com a CFA e com o diâmetro ovariano das progênies, sugerindo que essas características avaliadas nas progênies são influenciadas por outros fatores, não genéticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
CARVALHO, A. S.; RIBEIRO FILHO, A. DE L.; LIMA, M. C. C.; BITTENCOURT, R. F.; RODRIGUES, A. S.; LOIOLA, M. V. G. Avaliação da correlação entre a diferença esperada na progênie (dep) para circunfer ência;escrotal (ce ) de touros nelores e as características ovarianas em suas progênies. Revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP, v. 12, n. 1, p. 54-54, 24 out. 2014.
Palavras-chave
circunferência escrotal; folículos; nelore
Seção
RESUMOS CONBRAVET