Amputação de digito em uma cadela com mastocitoma: relato de caso

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

David Carvalho Sales
Altamiro Ferreira da Silva Neto
Marina Sena da Silva
Aline Monteiro Silveira
Sue Kaneko Lindoso
Bruno Alencar Maia

Resumo

É relatado um caso de Mastocitoma em uma cadela, que apresentou uma neoformação interdigital no membro posterior direito (MPD). Ao chegar no Hospital Veterinário Dr. Vicente Borelli, foi realizado o exame clínico geral do animal em que foi observada presença de massa interdigital no MPD, sem qualquer alteração nos demais sistemas. Foi sugerido ao proprietário que o animal fosse submetido ao exame de Punção Aspirativa Por Agulha Fina (PAAF), como método de exame complementar, para auxiliar no diagnóstico e tratamento, no qual foram evidenciados grânulos intracitoplasmáticos, além de moderado grau de degranulação associado ao infiltrado eosinofílico e neutrofílico. Diante do pressuposto o animal foi encaminhado para a cirurgia, onde foram realizados exames précirúrgicos, como hemograma e bioquímica sérica, para fins de avaliação de perfil renal e hepático, bem como radiografia torácica. Nos exames solicitados não houve qualquer tipo de alteração. Foi estabelecido o procedimento cirúrgico de amputação de dígito para a retirada da massa neoplásica. O protocolo anestésico de escolha foi Medicação Pré-Anestésica (MPA) com Acepromazina (0,2ml/kg/ IM) e Morfina (0,4ml/kg/IV), indução com Propofol (3,0ml/kg/IV), anestesia peridural com associação de Lidocaína (0,75ml/kg), Bupvacaína (0,75ml/kg) e Morfina (0,8ml/kg), manutenção anestésica com anestesia inalatória com Isoflurano 2%. A remoção cirúrgica da massa foi efetuada através de uma incisão triangular com margem de segurança de 3cm, divulsionamento das camadas até as Articulações Metatarsofalangiana, que foi desarticulada preservando-se os coxins plantares. A peça retirada foi conservada em solução tamponada de formol a 2% e encaminhada para exame histopatológico, onde foi confirmado o diagnóstico de mastocitoma. O método citológico PAAF, permitiu o diagnóstico da neoplasia. A remoção cirúrgica total da massa, mostrou-se mais indicada como forma de tratamento.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SALES, D. C.; DA SILVA NETO, A. F.; DA SILVA, M. S.; SILVEIRA, A. M.; LINDOSO, S. K.; MAIA, B. A. Amputação de digito em uma cadela com mastocitoma: relato de caso. Revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP, v. 11, n. 3, p. 81-81, 11.
Palavras-chave
Neoplasia; Canino; PAAF
Seção
RESUMOS CONBRAVET